Exposição mostra boas práticas na gestão de resíduos

Evento organizado pelo MMA e parceiros, no Centro de Curitiba (PR), fez parte das ações de lançamento do Programa Nacional Lixão Zero.

Centenas de pessoas, entre elas, muitas crianças de escolas do ensino fundamental, visitaram na terça-feira (30/4) a exposição sobre tecnologias e boas práticas na gestão de resíduos sólidos no Calçadão da rua XV de Novembro, no Centro de Curitiba (PR).

O evento fez parte da programação de lançamento do Programa Nacional Lixão Zero, promovido pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA). O programa integra a Agenda Nacional de Qualidade Ambiental Urbana, um conjunto de medidas que vêm sendo implementadas pelo MMA para melhorar a vida das pessoas nas cidades. Clique aqui para saber mais sobre o lançamento.

Organizada pelo MMA e parceiros, entre eles a Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), o Governo do Estado do Paraná e a Prefeitura Municipal de Curitiba, a exposição reuniu 17 estandes e tendas, dispostas num corredor montado no Calçadão, onde as pessoas puderam ver de perto e obter informações sobre diferentes tecnologias e iniciativas relacionadas ao tratamento de resíduos, de forma direta e interativa.

Entre os estandes mais frequentados durante a exposição, que ocorreu das 10h às 17h, estavam o do programa Câmbio Verde, em que os visitantes podiam fazer a troca de resíduos recicláveis por produtos orgânicos, e o do ônibus ecoexpresso da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), que mostrava o itinerário do lixo.

Em outra tenda, os visitantes puderam entender melhor como funciona a logística reversa, instrumento previsto na Política Nacional de Resíduos Sólidos, caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos ao setor empresarial, para aproveitamento em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos.

No local, havia um ponto de entrega voluntária de materiais recicláveis (pneus, baterias, pilhas, lâmpadas de mercúrio, embalagens e eletroeletrônicos), que podia ser utilizado pelas pessoas. Muita gente, principalmente os lojistas da região, aproveitaram para descartar algum tipo de resíduo, principalmente pilhas e embalagens de papel e plástico, fortalecendo o caráter interativo da exposição.

Além do MMA, Abrelpe, prefeitura e governo locais, a exposição teve o apoio da Associação Comercial do Paraná (ACP), Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Sindicato da Indústria de Papel e Celulose do Paraná (Sinpacel), Associação Brasileira de Engenharia Sanitária (Apes), Associação Brasileira da Indústria do Vidro (Abividro), Associação Brasileira de Eletroeletrônico e Eletrodomésticos (Abree), Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (Anip), Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Instituto Brasileiro de Energia Reciclável (Iber), Instituto Paranaense de Reciclagem (Inpar), Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), Reciclus (coleta de lâmpadas) e Green Eletron (pilhas e eletrônicos).
Fonte: www.mma.gov.br
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − nove =