Por que aderir ao canudo de metal?

Seria possível dar uma volta na Terra de mais de dois metros de altura com os canudos de plástico consumidos pelos brasileiros em um ano

canudo é um utensílio utilizado pela humanidade desde tempos remotos, mas a evolução para os modelos de plástico foi uma péssima ideia, pois trouxe consequências ambientais significativas. O canudo de metal é uma opção com menor impacto ambiental que tem sido considerada como uma das alternativas ao canudinho de plástico. Entenda:

O uso do canudo

Os primeiros canudos datam de 3.000 a.C.. Eles foram feitos pelas mulheres sumérias para evitar os subprodutos sólidos da fermentação da cerveja, que ficavam no fundo do copo. O canudo era basicamente um tubo de ouro enfeitado com pedras preciosas azuis, lembrando a bomba de chimarrão e de tererê utilizada pelos gaúchos.

Em 1800, o canudo de centeio (ou palha) se tornou popular por ser barato e macio. A desvantagem é que ele se desfazia facilmente com o contato com a água e dava sabor de centeio a todas as bebidas. Para resolver esse problema, surgiu o canudo de papel, que, em 1888, foi adaptado e patenteado por Marvin C. Stone.

Com a invenção do plástico, o canudinho passou a ser feito em larga escala com esse tipo de material e o canudo de metal surgiu como uma das alternativas com menos impacto ambiental.

Por que aderir ao canudo de metal

Você já repensou se o canudo é mesmo necessário no seu cotidiano? Às vezes, é muito mais vantajoso consumir a bebida direto do bom e velho copo (de preferência não descartável). Mas se você não abre mão de tomar uma água de coco fresquinha direto do fruto e conhece seus benefícios, não se preocupe. Você não precisa abrir mão dela por dispensar o canudo de plástico do seu cotidiano. Você só precisa adquirir um canudo durável como o de metal, e aprender a avisar o garçom, antes dele chegar com o coco, que você dispensa o canudinho de plástico.

Se você tem alguma condição de saúde que exige o uso de canudo, talvez o canudo de metal seja uma alternativa para você. Se ele não for, existem outras opções duráveis e mais flexíveis como o canudo de silicone e o de bambu.

canudo de plástico descartável representa 4% de todo o lixo plástico do mundoe, por ser feito de polipropileno e poliestireno (plásticos), não é biodegradável, podendo levar até mil anos para se decompor no meio ambiente!

A produção do canudo de plástico contribui para o consumo de petróleo, uma fonte não renovável; e seu tempo de uso é muito curto – cerca de quatro minutos. Mas o que são quatro minutos para nós equivalem a centenas de anos de poluição para o meio ambiente.

Se você acha que isso é pouco e que não vale a pena eliminar o consumo de canudo de plástico do dia a dia, imagine que, se utilizarmos de exemplo canudos de seis milímetros de diâmetro, o volume ocupado pelo total usado pelos brasileiros em um ano equivale a um cubo de 165 metros de aresta (50 metros mais alto que o edifício Copan, em São Paulo).

Se empilharmos os canudos consumidos pelos brasileiros em um ano em um muro de 2,10 metros de altura, seria possível dar uma volta completa na Terra, em uma linha de mais de 45.000 quilômetros de largura!

Imagine agora que, mesmo que você descarte seu canudo corretamente, ele pode escapar dos aterros e usinas de reciclagem por meio do vento e da chuva (principalmente por ser leve), ir parar no mar e, com muito pesar, no nariz de uma tartaruga.

Presente nas praias, o canudo de plástico também é fonte de formação de microplástico, o formato mais prejudicial do plástico, que impacta toda a fauna aquática e já está presente nos alimentos, no sal, nos organismos e até na água potável do mundo inteiro.

O canudo de metal

Apesar de ser menos leve que o canudo de palha, bambu e papel, o canudo de metal pode ser levado a qualquer lugar. Ele pode ser feito de inox, aço cirúrgico e alumínio. O canudo de metal pode ser adquirido em conjunto e normalmente vem com limpadores internos e um saquinho de pano para o transporte. Ele não é tóxico e há diversos modelos e tamanhos no estilo de metal, incluindo o de ponta curva.

A maior vantagem do canudo de metal é que ele não é descartável como os de plástico. Mas ele também é portátil e, além tudo, elegante. Nesse estilo também há modelos de vidro, bambu e própria bomba de chimarrão que pode atuar como um canudo de metal.

Descarte corretamente

Nem tudo na vida ocorre como planejamos. Muitas vezes o uso do canudo de plástico acaba sendo compulsório. Às vezes, mesmo avisando o garçom de que você não deseja o canudo de plástico, seu suco acaba vindo com um. Nesse caso, guarde seu canudinho e descarte-o corretamente, aumentando as chances dele ser reciclado. Confira quais são os postos de reciclagem mais próximos de sua residência no mecanismo de busca gratuito do Portal eCycle. Deixe sua pegada mais leve e contribua para a economia circular do plástico.

A consciência ecológica vai além do uso de canudo de metal

A prática do consumo consciente não se limita ao uso do canudo de metal. Dentro desse âmbito é preciso repensar o que você come, como descarta seus resíduos, veste, calça; o que usa para a higiene do próprio corpo, da casa do local de trabalho, entre outros. Mas colocar em prática a consciência ecológica ultrapassa a questão do consumo. Além dessa postura, repense as questões político-econômicas que te cercam e como você, individual e coletivamente, pode agir em prol do desenvolvimento sustentável.
Fonte: https://www.ecycle.com.br
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 1 =