Cientistas australianos desenvolvem sistema que recicla todo tipo de plástico e transforma em combustível

A Austrália também está enfrentando um sério problema de resíduos. No entanto, uma equipe de pesquisa desenvolveu uma tecnologia que poderá tornar todo o plástico reciclável.

A notícia de que eles conseguiram um feito dessa magnitude foi dada pela empresa australiana Licella, que acredita ter encontrado a solução para o problema da reciclagem de plásticos. A tecnologia patenteada foi criada por Len Humphreys e pelo professor Thomas Maschmeyer, da Universidade de Sydney, e promete poder trabalhar com plásticos que atualmente não podem ser reciclados.

Também na Austrália, o problema do lixo plástico apresenta números relevantes. De fato, no país, todos os anos, 3,5 milhões de toneladas de plástico são jogadas fora, e, atualmente, apenas 10%  é reciclado. O restante acaba queimado, enterrado ou embarcado para o exterior.

Como funciona a nova tecnologia?

Os dois cientistas desenvolveram um reator hidrotérmico catalítico (Cat-HTR) que, através de uma forma de reciclagem química, usando água quente a alta pressão, altera o plástico em um nível molecular e o transforma em óleo.

Segundo declarou o Dr. Humphreys:

“O que estamos fazendo é simplesmente pegar esses materiais e convertê-los nos líquidos e produtos químicos dos quais eles provém

Ao final do processo, o óleo obtido pode ser transformado em betume, gasolina ou novamente em diversos tipos de plástico.

O fato muito positivo é que, diferentemente de outros tipos de reciclagem, esse sistema não exige a separação de materiais plásticos com base no tipo e na cor e pode, portanto, reciclar tudo, desde caixas de leite até derivados de madeira. Os produtos plásticos, entre outros, podem ser reciclados repetidamente.

Depois de experimentar a tecnologia nos últimos dez anos em um projeto piloto na costa central de Nova Gales do Sul, a empresa Licella está pronta para levar sua ideia ao mercado. Para esse fim, está implementando sua primeira iniciativa de reciclagem comercial no Reino Unido.

A empresa afirma que uma sua usina poderia trabalhar com cerca de 20.000 toneladas de plástico por ano. Portanto, seriam necessários de 20 a 30 anos para resolver o problema do plástico na Austrália.

Fonte: https://www.greenme.com.br/

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − 1 =