20 empresas produzem mais de 50% de todo o plástico descartável do planeta

Um relatório mostra que apenas 20 empresas produzem mais de 50% de todo o plástico descartável, incluindo algumas instituições financeiras.

A análise foi realizada pela Wood Mackenzie e especialistas da London School of Economics e publicada pela Minderoo Foundation e Plastic Waste Makers Index.

Petroquímicas, bancos e investidores

No topo da lista encontra-se a empresa ExxonMobil, que contribui com 5,9 milhões de toneladas para o lixo global. Seguida pela química norte-americana Dow e pela chinesa Sinopec.

De acordo com o relatório, 60% da produção de plástico de uso único vem de 20 bancos globais, incluindo o Barclays, HSBC e Bank of America, entre outros. O intuito do relatório da Minderoo é conscientizar as empresas petroquímicas, bancos e investidores da suas responsabilidades com o meio ambiente, a fim de reduzir os danos causados ao planeta.

Por isso, o relatório pede que as empresas petroquímicas divulguem sua pegada de resíduos de plástico e se comprometam a fazer a transição dos combustíveis fósseis para modelos circulares de produção de plástico.

Já os bancos e investidores devem transferir capital, investimentos e finanças de empresas que produzem plástico virgem à base de combustíveis fósseis para empresas que usam plástico reciclado.

No relatório foi levantada também a questão sobre a crise causada pela pandemia de coronavírus, que derrubou o preço do petróleo, tornando os plásticos de uso único ainda mais atrativos, financeiramente.

Com isso, eles querem enfatizar a importância de serem adotadas alternativas baseadas em economia circular para enfrentar a crise. Dessa forma, os benefícios serão transformadores e benéficos, não só para o meio ambiente, mas para as comunidades que sofrem com a poluição por plástico.

A análise faz o alerta para que as empresas que lideram a produção global de lixo plástico, passem a divulgar seus próprios dados para que seja possível mensurar o tamanho do estrago.

O tamanho do lixo

Pelo que eles puderam medir, foram mais de 130 milhões de toneladas de plástico descartável que viraram lixo em 2019, os quais acabam sendo queimados, enterrados ou descartados no meio ambiente.

Desses resíduos, cerca de 25 milhões são despejados nos oceanos, o equivalente a 23.000 baleias azuis, o que acaba trazendo consequências devastadoras, seja ecológicas, sociais e ambientais.

Dentre os países que mais contribuem para a crise do plástico estão a Austrália e os Estados Unidos, produzindo mais de 50 kg de resíduos plásticos por pessoa e por ano. Já a China, que é considerada o maior produtor de plástico do mundo, produz cerca de 18 kg de resíduos plásticos descartáveis por ano.

Todas essas informações fazem parte da iniciativa No Plastic Waste, da Fundação Minderoo, que visa criar um mundo sem poluição sem plástico.

O relatório completo pode ser visualizado neste link, em Inglês.

Fonte: www.greenme.com.br

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *