Sustentabilidade influencia consumidores na compra de alimentos e bebidas

As expectativas dos consumidores em relação à sustentabilidade estão evoluindo rapidamente, com um número crescente de demandas por mais benefícios sustentáveis em seus alimentos e bebidas.

O dado consta de uma pesquisa divulgada nesta segunda-feira, 19 de julho, pela Kerry, empresa líder mundial no desenvolvimento de soluções em Taste & Nutrition.

A pesquisa, que contou com mais de 14.000 consumidores entrevistados, em 18 países, revela as principais associações dos consumidores com sustentabilidade, e é uma das maiores desse tipo já realizadas até hoje. Na América Latina, foram entrevistados 4.788 consumidores nos países: México, Brasil, Colômbia, Argentina e Guatemala.

Agricultura familiar já responde por um terço dos alimentos do mundo

O levantamento mostra que 49% dos consumidores estão agora considerando o fator sustentabilidade ao comprar alimentos e bebidas em vários níveis, e que a compreensão do consumidor sobre a questão está evoluindo de responsabilidade ambiental e social para incluir bem-estar sustentável e nutrição sustentável.
Na América Latina, 75% dos consumidores são influenciados pela sustentabilidade ao comprar alimentos e bebidas em uma loja e, 72% ao comprar em um restaurante. Isso significa que associações típicas com sustentabilidade, como embalagens sustentáveis, preservação do meio ambiente e ajuda comunitária são agora consideradas como padrão para muitas pessoas.

Os consumidores, particularmente aqueles situados nos mercados mais amadurecidos em relação a sustentabilidade, como o Brasil, estão considerando este tema como algo que os afeta diretamente, e sobre o qual podem ter impacto, tais como a redução de resíduos alimentares, saúde pessoal e nutrição, e alegações de rótulos limpos: “de origem local”, “sem ingredientes artificiais” e “orgânicos”. Na América Latina, o interesse é maior do que em outras regiões, com 75% dos consumidores dizendo que esses atributos de sustentabilidade têm uma forte influência em suas decisões de compra.

A sustentabilidade é a prioridade dos consumidores em todo o mundo, como revela a pesquisa, em que 84% dos entrevistados acreditam que é importante que cada pessoa contribua para a sustentabilidade. No entanto, a maior barreira para a adesão da sustentabilidade continua a ser a falta de compreensão dos consumidores sobre seu impacto pessoal no planeta, embora três em cada quatro esperem que as empresas invistam em sustentabilidade.

Menos da metade dos bancos latino-americanos considera mudanças climáticas na estratégia

Fator obrigatório

“Esta pesquisa revelou alguns resultados realmente surpreendentes que posicionaram a sustentabilidade como um fator obrigatório e não um diferencial entre os consumidores. É interessante ver a ascensão de associações intrínsecas de sustentabilidade não só em mercados mais maduros como o Reino Unido, Benelux e França, mas em todos os países. Estes consumidores com uma visão de sustentabilidade procuram ativamente produtos alimentares e bebidas que tenham um impacto significativamente positivo no planeta, bem como na sua saúde e bem-estar pessoal, procurando produtos com rótulos limpos e ingredientes de origem local”, destaca Soumya Nair, diretora de Insights da Kerry.

Além disso, as diferentes expectativas em relação à demografia dos consumidores mostram como eles esperam que as empresas vão além de questões como embalagens sustentáveis, emissões de carbono e conservação da água”. “Estas conclusões têm grandes implicações para a indústria de alimentos e bebidas, uma vez que nos encontramos claramente num momento significativo e crítico no que diz respeito à nutrição sustentável. Ao ajudar os consumidores a acessar produtos mais sustentáveis, podemos ajudá-los a se alimentar de forma mais saudável, com menos desperdício e, como resultado, melhorar as comunidades locais”.

Fonte: www.noticiasustentavel.com.br