Tem mais plástico nos solos que nos oceanos: situação desastrosa!

A forma “desastrosa” como o plástico é usado na agricultura em todo o mundo está ameaçando a segurança alimentar e potencialmente a saúde humana.

A conclusão foi obtida a partir de um relatório da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura.

O relatório diz que os solos contêm mais poluição microplástica do que os oceanos e que há provas incontestáveis da necessidade de um melhor gerenciamento das milhões de toneladas de plástico usadas no sistema alimentar e agrícola a cada ano.

O Relatório

O relatório da FAO, que foi revisto por especialistas externos, estima que 12,5 milhões de toneladas de produtos plásticos foram utilizadas na produção vegetal e animal em 2019, e mais 37,3 milhões em embalagens de alimentos.

O plástico é aquele material revolucionário, que de tão econômico e prático virou a maior praga do planeta. Na agricultura, por exemplo, ele é usado em estufas, em coberturas, como pelotas de fertilizantes revestidas com polímeros e tantos outros usos.

Depois de usado, o plástico na agricultura geralmente é queimado, enterrado ou perdido.

“O relatório serve como um forte apelo para uma ação decisiva para conter o uso desastroso do plástico nos setores agrícolas”, afirmou Maria Helena Semedo, subdiretora geral da FAO.

“Os solos são um dos principais receptores dos plásticos agrícolas e são conhecidos por conterem maiores quantidades de microplásticos do que os oceanos”, disse ela. “Os microplásticos podem se acumular nas cadeias alimentares, ameaçando a segurança alimentar e potencialmente a saúde humana”, completou.

Os solos globais são a fonte de toda a vida na terra, mas a FAO advertiu em dezembro de 2020 que seu futuro parecia “sombrio” sem alguma ação para deter a degradação. A poluição por microplásticos é um problema global que permeia o planeta desde o cume do Monte Everest até as trincheiras oceânicas mais profundas.

Situação desastrosa!

Estamos comendo, bebendo e respirando plástico. Onde isso vai dar pouco se sabe pois o impacto do plástico é um mal ainda a ser descoberto com o tempo, embora efeitos adversos já tenham sido observados nas minhocas, animais que desempenham um papel crucial na manutenção dos solos.